Prefeitura promove palestra sobre inclusão para os educadores que atuam na educação especial da Semed

Amazonas Destaques

Com o tema “A inclusão da pessoa com deficiência no contexto escolar”, a Prefeitura de Manaus promoveu, nesta quarta-feira, 31/8, uma palestra voltada para os educadores da Secretaria Municipal de Educação (Semed) que atuam na educação especial. O evento faz parte da “Semana da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla” e aconteceu no auditório da sede da rede municipal de ensino, no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul.

Durante o encontro, promovido pela Gerência de Educação Especial (GEE) e o Complexo Municipal de Educação Especial (CMEE) André Vidal de Araújo, os participantes presenciaram apresentações teatral e cultural com alunos da educação especial, com a peça “A Bela e a Fera” e “Canoeiro” e as palestras ministradas por profissionais que atuam na educação especial.

A chefe da Divisão do Ensino Fundamental (DEF), Ângela Almeida, representou a secretária municipal de Educação, professora Dulce Almeida, no evento e mencionou o compromisso do prefeito de Manaus, David Almeida, e da secretária com a educação especial.

“O prefeito David e a secretária Dulce trabalham com muita responsabilidade, compromisso e carinho na educação especial. Nós, da DEF, lutamos dia a dia para que o compromisso com a qualidade de ensino dos nossos alunos especiais cresça, evolua e se torne cada vez melhor. Por isso esse encontro é importante, aqui podemos refletir sobre as nossas práticas e partilhar ideias e experiências, assim conseguimos oferecer um ensino de qualidade e compromisso para os nossos alunos”, declarou Ângela.

As palestrantes Maria Roseane Menezes e Júlia Queiróz são doutorandas na educação especial e servidoras da Semed. “Inclusão é um assunto tão abrangente, que poderíamos passar uma semana debatendo sobre o tema e não conseguiríamos esgotar todas as interfaces da inclusão, mas hoje aqui vamos levar em consideração alguns itens necessários para nossa reflexão como educadores”, disse Roseane.

Já Júlia, que atua no CMEE André Vidal de Araújo, na equipe de avaliação, falou do compromisso da Semed em proporcionar ações que proporcionam o desenvolvimento intelectual e cognitivo dos alunos.

“As crianças que apresentam alguma condição específica, precisam ter os seus direitos garantidos, como o acesso e permanência na escola. Então, nós fomentamos essa ação, com momentos como esse que geram discussões, reflexões sobre a prática pedagógica e que norteiam o trabalho do professor, que vai atuar diretamente com o aluno, porque eles são os protagonistas desse processo”, comentou Júlia.

A professora Socorro Kemper leciona na sala de recursos do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Humberto de Alencar, no Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul da capital.  A educadora atende no contraturno, 13 crianças, do Cmei e de escolas próximas, de 3 a 12 anos de idade. “Essa palestra vem contribuir bastante para a melhoria do nosso trabalho, nas atividades que desenvolvemos com as crianças que atendemos e que estudam no Cmei e as que estudam nas escolas no entorno. Tudo o que eu aprendo aplico com eles e dessa forma sempre estou melhorando a aprendizagem deles”, informou Socorro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *