Justiça obriga Belo e Gracyanne a pagarem multa de R$ 483 mil

Famosos

Logo depois de Belo e Gracyanne Barbosa serem notificados por conta de uma ordem de despejo de um imóvel alugado por eles, o casal foi acionado pela Justiça de São Paulo. Agora, os dois deverão pagar uma multa de R$ 483 mil até a próxima quinta-feira (25). O valor definido pelo TJ-SP é superior ao que era previsto anteriormente.

O casal foi notificado pela Justiça de São Paulo no dia 10 de agosto. A sentença, no entanto, foi expedida no dia 04 do mesmo mês. O valor determinado foi pensado de acordo com as dívidas referentes ao alugues de um imovel em Moema. A notícia foi

Agora, Belo e Gracyanne terão 15 dias para pagar o valor de R$ 483.156,46 mil. Além deles, a empresa do ex-empresário do cantor, “Central de Shows e Eventos Ltda.”, foi notificada para pagar a quantia.

Anteriormente, o casal havia liberado uma nota onde afirmavam que a situação deveria ser resolvida apenas com a empresa do ex-empresário. “cabia ao titular do contrato se responsabilizar pelas despesas, não a Belo. Essa divisão de responsabilidades era, inclusive, parte do acordo profissional existente entre os dois“, pontuaram.

Em julho, a informação divulgada dizia que o casal devia valores de aluguéis atrasados, além de IPTU e contas de consumo que estão na mesma situação. A dívida, somando todos os itens em atraso, chegaria a R$ 221.159,86 mil.

Além disso, eles também devem uma multa contratual, que teve o caução descontando pela Justiça, totalizando cerca de R$ 3 mil. Em seguida, o dono do imóvel exigiu que Belo e Gracyanne paguem uma indenização por danos materiais no valor de, aproximadamente, R$ 38 mil. Segundo ele, o casal depredou a propriedade, localizada em São Paulo.

Por isso, a definição da Justiça de São Paulo foi baseada nos alugueis atrasados, além dos IPTUS e contas de consumo que não foram pagas. Os indicados terão que pagar, também, uma multa contratual, caução, despesas judiciais e uma indenização por danos morais.

Até o momento, a equipe de Belo e Gracyanne Barbosa não se pronunciaram sobre a decisão da Justiça de São Paulo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *