Homem que incendiou lotérica diz não se lembrar de nada; 3 morreram

Manaus Policial

MANAUS – Após receber alta do Hospital João Lúcio, onde ficou internado por 23 dias, e ser preso preventivamente na manhã desta quinta-feira (8), o venezuelano Luis Domingo Siso, de 60 anos, declarou à polícia que não se recorda de ter ateado fogo em casa lotérica no Centro da cidade no último dia 16 de agosto. O ato criminoso resultou na morte de três pessoas.

De acordo com a Polícia Civil do Amazonas, ao ser interrogado, o homem apresentou “confusão mental” e não soube dizer se tem filhos ou parentes em Manaus para serem comunicados da prisão dele. O interrogatório foi feito pelo delegado Marcelo Martins de Almeida Silva, do 24º DIP (Distrito Integrado de Polícia), no Centro de Manaus.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *