Enfermeiros protestam contra Ministro Roberto Barroso após suspensão de piso salarial da categoria e ameaçam paralisação

Brasil Economia

Brasil – Os enfermeiros do Distrito Federal, em Brasília, se manifestaram na noite de ontem (5) na plataforma inferior da Rodoviária do Plano Piloto. A manifestação ocorre após o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidir suspender, no último domingo (4) a lei que estabelece os novos valores a serem pagos a enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem, além de parteiras.

Veja vídeo:

“A Enfermagem brasileira sofreu um duro golpe ontem, com a decisão do STF que suspendeu o nosso direito legítimo de ter um piso salarial digno — uma conquista nossa garantida pela Constituição. Mas não vamos nos calar!”, diz a convocação do sindicato.

As entidades nacionais que compõem o Fórum Nacional da Enfermagem convocaram os profissionais da categoria a realizar atos em defesa do piso salarial nesta sexta-feira (9/9), em todas as capitais, das 11h às 14h.

Entenda o caso

No último dia 10 de agosto, a Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde) e outras sete entidades, entre elas a Federação Brasileira de Hospitais, ingressaram com a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 7222 no STF para inviabilizar a norma devido à ausência de uma fonte de recursos para ao custeio dos novos salários.

Assim, a decisão do ministro Fachin suspende os efeitos da lei por até 60 dias e pede a apresentação de um estudo do impacto orçamentário para a implementação da nova legislação nos serviços de saúde, públicos e privados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *