De provar cerveja a testar colchão: conheça empregos inusitados no Brasil

Brasil Destaques

Nos últimos dias, uma vaga de “provador de doces” anunciada no LinkedIn, rede social voltada para a área profissional, chamou a atenção. A empresa Candy Funhouse oferece 100 mil dólares canadenses (R$400 mil) por ano, para quem trabalhar de casa, nos Estados Unidos ou Canadá, provando os doces da companhia.

No Brasil, uma empresa oferecendo R$ 5 mil para quem quiser testar os colchões que fabrica, é outra vaga para uma possível lista de empregos dos sonhos. A vaga de provador de doces está no hemisfério norte, mas o Brasil também tem oportunidades interessantes para quem quer ter um trabalho totalmente inusitado.

Difícil encontrar uma pessoa que não goste de dormir. Por isso, esta é uma vaga dos sonhos, literalmente. A boa notícia é que os interessados ainda podem se candidatar para ser um especialista em dormir. O posto é oferecido pela Emma Colchões para testar a linha de produtos da marca. Para se candidatar não é necessário ser da área da saúde ou estudioso sobre sono, mas é imprescindível ser brasileiro, maior de 18 anos, criativo, usuário frequente de redes sociais e, claro, um “sleep lover”, ou seja, amar dormir. Com um salário mensal de R$ 5 mil, o escolhido, além de testar e usar todos os produtos enviados pela marca, terá como responsabilidade postar as experiências e opiniões em suas redes sociais ao menos uma vez por semana ao longo do contrato. Os interessados devem preencher o formulário de inscrição e gravar um vídeo de apresentação explicando “Por que devo ser escolhido para ser um especialista em dormir pela Emma”.

Provador de cerveja
Os amantes de cerveja podem se interessar por essa profissão. É claro que o trabalho vai além de provar a cerveja, mas esta também é uma das atribuições do beer sommelier. No Clube do Malte, clube de assinatura de cervejas, há duas profissionais dedicadas para definir os melhores rótulos para os clientes. O salário médio do profissional no mercado está na faixa de R$ 2,5 mil a R$ 3,5 mil, valor que varia de acordo com o escopo de trabalho, horas dedicadas, exclusividade e certificações do sommelier. Entre as principais atribuições estão avaliar a performance geral dos produtos ofertados ao público, prospectar novas cervejarias e realizar visitas nas cervejarias, além de acompanhar as tendências do mercado, novos ingredientes e validar a entrada de novos produtos.

Cuidador de tubarão
Além de abrigar milhares de espécies, o Aquário Marinho do Rio, AquaRio, também emprega inúmeros tratadores que possuem uma rotina de cuidado com os animais. Os profissionais cuidam de mais de 3 mil espécies de animais marinhos, incluindo tubarões, raias e cavalos-marinhos. A rotina deles começa às 7h, duas horas antes da abertura do atrativo ao público. Os mergulhadores fazem o monitoramento da água dos 28 tanques e a limpeza dos vidros e dos espaços onde vivem os animais. Em seguida, eles vão à cozinha onde preparam cerca de 35 quilos de alimentos que serão servidos às diversas espécies marinhas. Pontualmente, às 14h, tubarões e raias almoçam primeiro, com direito à comida na boca. Os tratadores mergulharam os sete metros do Grande Tanque Oceânico, o principal do AquaRio, e lar de 2 mil animais. No cardápio, há algas, camarões e peixes. E não para por aí, durante o período noturno, os tratadores de plantão ficam monitorando os tanques com uma equipe preparada para qualquer emergência.

Criador de meme
Sabe aquela sacada ou piada que você faz com os amigos sobre um assunto atual? Você poderia estar ganhando dinheiro com isso! A profissão de criador de memes está em alta e alguns brasileiros já conseguem ganhar a vida fazendo piada na internet. É o caso de Junior Gomes, administrador de página de memes. “Minha principal fonte de renda vem de criar memes para a internet”, diz. Ele e o sócio administram uma página com 35 mil seguidores e produzem conteúdo humorístico para a cidade de Limeira (SP) e região. “Vendemos espaço publicitário e temos um bom engajamento na cidade. Por isso, com muito orgulho, vivemos de fazer memes”, afirma.

Via:ForbesBR

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *