Bolsonaro ultrapassa Lula no 1º turno, diz pesquisa Modalmais/Futura; Bolsonaro 40,1% x Lula 36,9%

Brasil Destaques Política

O presidente e candidato à reeleição pelo PL, Jair Bolsonaro, ultrapassou em intenções de votos para o primeiro turno o ex-presidente e postulante ao Palácio do Planalto pelo PT, Luiz Inácio Lula da Silva, segundo a mais recente pesquisa realizada pela Futura e encomendada pelo banco Modalmais.

De acordo com o levantamento publicado nesta quinta-feira, Bolsonaro subiu de 37,5% na rodada anterior de 28 de julho, para 40,1% agora, enquanto Lula caiu de 39,6% para 36,9% no primeiro turno.

O ex-governador Ciro Gomes, do PDT, também variou acima da margem de erro, que é de 2,2 pontos percentuais, passando de 7,4% para 10,1%, enquanto Simone Tebet, do MDB, foi de 1,9% para 2,2% nesta rodada. Indecisos ou os que disseram que não vão votar somaram 4,6%, mesmo percentual de brancos e nulos.

A pesquisa Modalmais/Futura foi realizada entre os dias 24 e 25 de agosto, ou seja depois da sabatina de Bolsonaro ao Jornal Nacional, e antes da entrevista com Lula no mesmo programa, da TV Globo, e antes do debate eleitoral realizado na TV Bandeirantes. O levantamento ouviu 2 mil pessoas por telefone.

Em cenário estimulado de segundo turno da pesquisa Modalmais/Futura, Lula mantém a liderança, mas desta vez com uma distância mais apertada, vencendo com 45,3% das intenções de votos, contra 43,8% de Bolsonaro. No levantamento anterior, a distância entre os dois candidatos era de 4,6 pontos percentuais.

Em um eventual segundo turno com Gomes, o pedetista venceria Bolsonaro por 0,2 ponto percentual, mas perderia de Lula, com 8,4 pontos percentuais de distância, confirmando outras pesquisas.

O petista tem a maior rejeição, com 40,7%, seguido por Bolsonaro, com 39,9%, e Gomes, com 2,8%.

Com relação à avaliação do atual governo, os eleitores que o classificam como ótimo e bom somam 36,9%, enquanto ruim e péssimo é a avaliação de 42% dos entrevistados. Os dados contrastam com a lembrança dos brasileiros em relação ao governo Lula, classificado como ótimo e bom por 43,4% dos eleitores, contra 33,2% dos que achavam ruim e péssimo.

Apesar disso, os brasileiros têm mais medo da volta do PT ao poder, segundo 43,2% dos entrevistados, do que da manutenção do atual governo, que é temido por 41% dos eleitores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *