Prefeitura vai preparar edição gráfica do ‘Manual de Placas’ para publicidade no centro histórico

Destaques

Com a inclusão de elementos para facilitar a revitalização e reabilitação do centro histórico pelos seus próprios moradores, comerciantes e empresários, a Prefeitura de Manaus, via Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), finalizou a revisão e atualização do “Manual de Placas – Parâmetros para Publicidade, Bancas e Recomposição de Fachadas no Sítio Histórico e Centro Antigo da Cidade de Manaus”.

O documento passará por edição gráfica, ganhando contornos de revista, com visual dinâmico e moderno, para posterior publicação no Diário Oficial do Município (DOM). O documento também será disponibilizado no site do Implurb (www.implurb.am.gov.br).

O manual visa padronizar parâmetros para publicidade, bancas e recomposição de fachadas no sítio histórico e centro antigo da cidade de Manaus, destacando a importância do tombamento para a preservação da memória e da cultura na sociedade.

Com linguagem simples e objetiva, o documento estabelece limites e diretrizes para os espaços publicitários, informando parâmetros e padronização de diferentes tipos de placas, painéis comerciais, pinturas de letreiros, letreiros em relevo, colocação de toldos, cartazes e outros.

Nesta nova edição, destaque para a cooperação Implurb e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) do Amazonas para criar padrões de cores, para serem usadas nas fachadas de prédios de interesse histórico e de unidades contemporâneas na região e nas informações sobre boas práticas, usando como referência o “Manual de Pintura para o Centro Histórico de Manaus”.

“Cuidar para que seja dada a publicidade adequada às unidades históricas deve ser prática constante que requer iniciativa do poder público, seja em desenvolver campanhas educativas e/ou criar soluções de comunicação que promovam a valorização e manutenção do patrimônio histórico da cidade”, aponta o manual revisado e atualizado.

“É importante pensar em economia de tempo e de recursos, e a proposta de pintura de fachadas, a partir de modelos, vai permitir isso ao cidadão. Temos um belo exemplo feito na rua Bernardo Ramos e o prefeito David Almeida tem o projeto ‘Nosso Centro’, que prevê diversas intervenções. Estamos atuando para que o Centro tenha maior vitalidade. Os vários modelos cromáticos são baseados nas boas práticas urbanas e de preservação do patrimônio”, destacou o diretor-presidente do Implurb, engenheiro Carlos Valente.

Manual

A terceira edição do “Manual de Placas – Parâmetros para Publicidade, Bancas e Recomposição de Fachadas no Sítio Histórico e Centro Antigo da Cidade de Manaus” tem coordenação da Gerência de Patrimônio Histórico (GPH) do Implurb, para composição de um texto atual e de fácil interpretação e prática para empresários, comerciantes, lojistas e proprietários de imóveis na área.

A publicidade deve empreender ações que preservem a imagem e identidade nos meios de comunicação, respeitando acima de tudo o público que a visualiza.

No manual, há modelos positivos de padronização dos engenhos publicitários e os casos negativos, em uma versão de “certo” e “errado”.

“Uma comunicação visual poluída, excessiva e inadequada, nada agrega de valor positivo ao ambiente e seu entorno”, acrescentou Valente.

“O combate à poluição visual tem avançado com ótimos resultados junto aos estabelecimentos, deixando fachadas livres e belas de se notar ao caminhar pelo Centro. Nossa meta é preventiva e pedagógica, dando ao patrimônio o respeito que merece e regulando os limites da publicidade”, explicou a arquiteta Luiza Lacerda, uma das coordenadoras da atualização do manual.

Padronização

O documento orienta quanto aos procedimentos para a aprovação de projetos de instalação desses engenhos. Esses procedimentos ajudam o comerciante e a sociedade em geral a participar e contribuir com a revitalização do Centro Histórico de Manaus. Auxiliam ainda a deixar o bairro com menor poluição visual, liberando áreas antes escondidas, que suprimiram da visão paisagens arquitetônicas e culturais pertencentes aos manauaras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *