Prefeitura de Manaus empossa eleitos no Conselho Municipal de Juventude para o biênio 2024-2026

Manaus Prefeitura de Manaus

A Prefeitura de Manaus, por meio da Fundação Manaus Esporte (FME), realizou, nesta quinta-feira, 6/6, a cerimônia de posse da nova composição do Conselho Municipal de Juventude (CMJ) para o biênio 2024-2026. O evento aconteceu no auditório Luiz Geraldo Pontes Teixeira, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), localizado no bairro Parque 10 de Novembro, zona Centro-Sul.

O evento contou com a presença do prefeito de Manaus, David Almeida, que destacou que a partir da efetivação dos conselheiros, será possível ampliar as ações voltadas para juventude na cidade.

“Parabéns aos conselheiros que estão sendo empossados, estamos aqui para renovar os nossos compromissos com a juventude, inclusive nossa meta é ampliar as ações da nossa prefeitura com essa juventude. Aqui nós vemos uma juventude engajada, uma juventude que tem compromisso com o social, com o ambiental, com o cultural, com todas as áreas da nossa sociedade, e dessa forma nós queremos dar oportunidade para que essa juventude se fortaleça, se desenvolva em políticas educacionais, em políticas ambientais, em políticas esportivas, culturais, de lazer em todas as cidades que nós atuamos na prefeitura”, disse o prefeito.

Composto por 30 conselheiros titulares e 30 suplentes, divididos igualmente entre representantes do poder público e da sociedade civil, o Conselho Municipal de Juventude é um órgão autônomo, permanente, consultivo e deliberativo vinculado à FME, destinado à discussão, elaboração e execução de políticas públicas voltadas para a juventude.

O novo presidente do CMJ, Daniel Vasconcelos, explicou que uma das metas do conselho é trabalhar em conjunto com a sociedade civil.

“A sociedade civil junto com o poder público, com representantes do poder público, vão trabalhar em conjunto para desenvolver políticas públicas para a juventude, para que a gente possa, através do Conselho, indicar para o chefe do Executivo, ações, projetos de leis, programas que podem ser desenvolvidos na cidade de Manaus para o público da juventude. Por meio do Conselho, a juventude manauara terá voz dentro da gestão, para que seja uma gestão mais participativa com a juventude, para que a gente consiga desenvolver ações concretas de políticas públicas para esses jovens”, completou Vasconcelos. 

Conselheiro dos povos originários, Dã Kokama, afirmou o objetivo é ampliar o acesso às políticas públicas em sua aldeia.

“Havia muito tempo que o conselho não estava ativo e agora, na gestão do prefeito David, ele foi ativo e eu estou aqui para representar a minha aldeia, os povos originários, os jovens originários, e meu objetivo é levar políticas públicas lá para dentro da aldeia, para dentro das comunidades”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *