Por unanimidade, TSE condenou Bolsonaro a pagar multa de R$ 20 mil por reunião com embaixadores em julho

Brasil Destaques Política

O Tribunal Superior Eleitoral, nesta sexta-feira (30), acusou o presidente Jair Bolsonaro (PL) de prática de propaganda antecipada irregular durante a reunião com embaixadores, que aconteceu no Palácio do Planalto, em julho. A decisão foi unânime. Os ministros condenaram Bolsonaro a pagar multa de R$ 20 mil e alegou que as críticas ao órgão e ao sistema eletrônico de votação “são pautas da campanha eleitoral de Bolsonaro e, por isso, evidenciam o caráter eleitoral e a propaganda eleitoral antecipada”. Além disso, os ministros afirmaram que o presidente “promoveu a desinformação e desacreditou o sistema eletrônico de votação”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *