Magrinha Ellen desabafa sobre a morte da filha e reitera falta de materiais no Hemoam; ‘Tá faltando sim!’

Amazonas Cotidiano Destaques Manaus

A influenciadora digital Magrinha Ellen usou as redes sociais, neste domingo (18), para desmentir informações falsas a respeito da sua filha, Luna Lima Lemos, de apenas 5 anos, que morreu no dia 12 de agosto após complicações causadas por uma leucemia.

Em vídeo divulgado no Instagram, Magrinha Ellen afirmou novamente que não tinha leito de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e materiais na Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), desmentindo a direção da unidade que disse ter respondido a solicitação da influenciadora digital em menos de 1 hora.

Magrinha Ellen falou que sua filha pegou uma infecção hospitalar e cobrou uma resposta por parte do governador e candidato à reeleição, Wilson Lima (União Brasil), a respeito do caso.

“Tá faltando sim! Só minha filha ir pro Hemoam foram 10 dias. Quando minha filha foi pro Hemoam, ficou dias lá. Não tenho do que reclamar da equipe, eles fizeram o possível e o impossível. Foi quando a minha filha pegou uma bactéria. Por que ela pegou essa infecção? Porque não tem material dentro dos hospitais. Aí você conversa com o governador e diz que tem material nos hospitais. Tem na tua casa!”, disse.

A influenciadora digital também citou que não vai processar ninguém e afirmou que nada vai trazer sua filha de volta a vida.

“Teve gente me chamando de mentirosa, nessas horas não interessa se é político ou aquilo. O leito chegou a tempo, minha filha não faleceu por falta de UTI, o medo desse povo é que eu processe e jogue na Justiça pra tirar o dinheiro desse povo. Nada do que eu fizer vai trazer minha filha de volta. Eu não vou processar ninguém […] esse povo sem noção quem está afalando da minha filha, eu não vou processar ninguém”, reitera.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *