Justiça nega prisão de policial e esposa que agrediram babá e advogado em Manaus

Amazonas

O juiz Moraes Antony negou o pedido do Ministério Público para prender o casal  Raimundo Nonato Monteiro Machado e sua esposa, Jussana de Oliveira Machado.  O casal foi filmado agredindo um advogado e uma babá na Ponta Negra, no ano passado.

O policial civil Raimundo Nonato e a esposa teriam ficado fora de casa mais tempo que lhe foi autorizado.

Ao defender a prisão, o promotor de Justiça Luiz do Rebo Lobão Filho aponta que o casal ficou fora da área de inclusão por cinco horas no dia 23.

A defesa explicou a questão, mas Luiz Lobão Filho afirma que a justificativa não foi “plausível”. “Aos réu caberia justificar tais violações, especialmente a violação de 02 (duas) horas a mais do dia 23.12.2023, já que não teriam como ficar preso no trânsito da capital por tanto tempo assim, ainda mais fora dos limites autorizados pelo monitoramento”, disse o promotor.

De acordo com a OAB-AM (Ordem dos Advogados do Brasil Seccional do Amazonas), o casal baleou o advogado quando tentava apartar uma briga entre a babá do filho dele e a esposa. O caso ocorreu em agosto do ano passado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *