Em primeiro debate para o Senado, Arthur Neto mostra que é o mais preparado para defender o Amazonas 

Amazonas Política

O debate reuniu sete dos candidatos ao Senado pelo Amazonas e Arthur Neto se destacou pela participação firme, falando sobre Zona Franca e o papel do senador em favor do Estado .

“O meu papel será defender o Amazonas acima de qualquer coisa. Vou fazer uma grande revolução, jogar muito pesado a favor do meu Estado. E a minha luta será pela proteção à mulher, aos índigenas, ao ribeirinho, aos que não estão trabalhando, meu mandato será por respeito ao Amazonas”, afirmou o candidato ao Senado pela federação PSDB-Cidadania, Arthur Virgílio Neto, durante debate inédito em rádio, promovido pela rede Bandnews/Difusora FM, na manhã desta segunda-feira (29.8), que reuniu sete dos candidatos ao Senado pelo Amazonas.

“Vivemos um apagão e todos estão ansiosos para ver o Amazonas de volta ao Senado”, destacou Arthur Neto ao ser calorosamente recepcionado por apoiadores na entrada da emissora. “Vejo deficiência na bancada [de senadores] e quero colocar minha experiência para que se soerga o respeito ao Amazonas. Pretendo ser a voz que sempre fui, jamais calei, e serei, de verdade, a voz do Amazonas no Senado Federal”, garantiu.

Questionado pelos jornalistas convidados sobre Reforma Tributária, Virgílio foi taxativo em dizer que ela é necessária ao país, mas que é preciso encontrar ferramentas que garantam as vantagens fiscais do Polo Industrial de Manaus. “A Zona Franca precisa ser modernizada, somente a isenção do IPI [Imposto sobre Produtos Industrializados] já não será suficiente. A Reforma Tributária precisa ser trabalhada sim, mas é preciso manter as vantagens do nosso modelo fiscal. Sei muito bem trabalhar e, inclusive, já parei a Casa [Congresso] em favor da Zona Franca, não ficava no discursinho, nunca tentei ser herói. Eu cumpri com meu dever”, reafirmou.

Mulheres na política

Em outra participação, Arthur elogiou a participação de uma mulher na concorrência pela vaga ao Senado e pontuou seu compromisso pela maior participação da mulher na política. “As mulheres são maioria da população e devem ser maioria como representação política. Nós ainda chegaremos lá. Tenho duas candidatas a suplentes na minha candidatura: a educadora e empresária Maria do Carmo Seffair e a advogada especialista em legislação, a Aldemara Kimura”, comentou.



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *